BALLET STAGIUM


0  com base em 0  avaliações

Ingressos

EVENTO ENCERRADO

Descrição

O Ballet Stagium comemora 46 anos no Teatro J. Safra com dois espetáculos: Memórias e Preludiando.

Comemorando o 46º aniversário,  dia 23 de outubro, o Ballet Stagium estréia novo trabalho, com coreografia de Décio Otero e direção teatral de Marika Gidali, inspirado na obra musical de Claudio Santoro - compositor, regente, violonista e professor, que produziu uma obra profícua e variada, brasileiro de Manaus aclamado no mundo inteiro.

     Para o Stagium é mais um compositor clássico nacional que vem juntar-se ao repertório da companhia, como Villa Lobos, Francisco Mingnoni, Marlos Nobre, Aylton Escobar e Almeida Prado.

    Este importante resgate se faz necessário para popularizar a obra marcante e fundamental de Claudio Santoro, para que ele não seja somente conhecido como nome de teatros - Teatro Nacional Claudio Santoro, em Brasília, e o Auditório Claudio Santoro, em campos do Jordão.

Memória

   Memória é um trabalho de resgate da  produção artística do Stagium ao longo destes 46 anos. Tomando como fio condutor o sistema coringa, os bailarinos se transportam para algumas das proposta do Stagium exploradas desde a sua fundação em 1971. 

    Assim da obra "Jerusalém" de 1974, que recebeu na época o Grande Premio da Associação Paulista dos Criticos de Arte, um salto para questão indígena, "Kuarup" de 1977", trabalho/denuncia que percorreu todo o Brasil, America Latina e Europa. De "Coisas do Brasil" de 1979, uma visão crítica da nossa história, um salto para o sofisticado tango de Piazzola, para a bela musica  de Ary Barroso e as fundamentais canções de Chico Buarque.

    É o Stagium em constante transito entre tradição e ruptura, resgatando a si próprio numa emocionante viagem no tempo.